Tipity em Barra do Itabapoana RJ, & Maquina RJ.Uma caixa de surpresa.Full HD. Vídeos produzido por Marcio Silva - DroneBuziosBrasil


- Para poucos que não sabem do passado de Barra do Itabapoana RJ,& Máquina RJ.
- Não sei se relatos são verdadeiros! Tudo a qual estou narrando foi relatos dos mais antigos moradores da região.
- Começando pelas ruínas da fábrica de farinha Tipity  ainda chamam a atenção quem visita a localidade de Máquina RJ,perto de Barra do Itabapoana RJ, próxima às margens do Rio Itabapoana. O que algumas pessoas não sabem, no entanto, é que  agora tem novo dono, a qual não mencionarei por direitos de privacidade, foi sede há quase sete décadas, de um dos maiores empreendimentos da história da região  a qual pertencia ao município de São João da Barra RJ,hoje ao município de São Francisco de Itabapoana RJ, a fábrica de farinha Tipity.
- Hoje a mesma, serve de ordenha de vacas leiteiras, reaproveitamento do que sobrou da antiga fabrica de farinha Tipity.
- Lembro quando criança havia muitos boatos que a fabrica foi interditada em funcionamento, a relatos que funcionários tiveram que sair com a roupa do corpo, na época já existia lavador de mandioca que tal tamanho até os dias de hoje nunca se tinha visto, em outro lugar, outros relatos é que na época o Barão já tinha o fusca de teto solar, e um caminhão apelidado como tipitão,e muito mais trator de esteira para abrir ruas ,e estradas na região,relatos de um trilho de ferro para vagões levar o amido até o pier de madeira,saindo do armazém assim chamada na época, em Barra do Itabapoana, há relatos que a produção seria transportada de navios de madeiras até as capitais,na época já existia estaleiro para construção de navios em Barra do Itabapoana RJ.
- Outros relatos que não sabemos se é verdade, é que o caminhão trazia a produção até Barra do Itabapoana e era descarregado manualmente subia a um pier feita de madeira , as sacas de 50kg ate os porões dos navios.
- Há outro relato que naquela época já existia um guincho de ferro preso a uma sapata quadrada fixa ao chão, feito com óleo de baleia, e cal, e pedra brutas, para descarga de produtos destinados a fábrica Tipity.
- Há relatos de um farol para orientar os navios, tal que ainda existe vestígios do mesmo na rua : ‘’Ludwing Kummer’’,antes de chegar a beira rio lado direito no sentido norte.

- Inaugurada em janeiro, não se tem a data e dia certo de 1940 pelo Barão austríaco ‘’Ludwing Kummer’’ em sociedade com ‘’Aurélio Faccioli Grimani’’, a fábrica de farinha Tipity foi um projeto ousado para a época. O principal objetivo era abastecer o mercado nacional com um tipo de farinha de mandioca apropriada para a fabricação de pães. Todo o complexo de produção foi construído em apenas 365 dias do ano.

- No auge de seu funcionamento a fábrica chegou a produzir uma média de 20 mil sacas de 50kg por mês, gerando cerca de 350 empregos diretos e superando rapidamente a meta inicial de 20 mil sacas mês. A principal matéria-prima era proveniente das lavouras da região, aquecendo agricultura e garantindo o sustento de várias famílias de pequenos produtores rurais da região. 

- Mas a fase de prosperidades começou a declinar três anos após a fundação da Tipity, quando o mundo vivia sob o impacto da segunda Guerra Mundial foi um conflito militar global que durou de 1939 a 1945, envolvendo a maioria das nações do mundo. Além de limitar a produção em apenas 12 mil sacas, mês, o governo brasileiro adotou uma política de interesses comerciais com a Argentina, de onde passou a ser importada a farinha de trigo que substituiria a farinha de mandioca panificável. 

- Nessa mesma época o ‘’Barão Kummer ‘’ viveu um drama na sua vida pessoal. Acusado de ser (espião nazista), ele foi obrigado a prestar uma série de esclarecimentos. Mesmo não sendo confirmada a sua ligação com os nazistas, o episódio acabou contribuindo para que a fábrica de farinha Tipity entrasse de uma vez por todas em decadência.

- ‘’Ludwing Kummer’’ faleceu nos anos 90, e hoje tem em Barra do Itabapoana RJ em sua homenagem existe hoje uma rua dedicada a ele, chamada de rua: Ludwing Kummer, a beira rio no sentido norte.
- Pensando e refletindo hoje, Barra & Máquina, poderia ser a grande economia do município, e um grande pólo industrial, a qual traria muitos benefícios para o povo local. Poderia está bem desenvolvido industrialmente e como uma coisa trás a outra,a Tipity impulsionaria a economia da região,que certamente precisaria de outras indústrias para outras demandas como ex:um polo industrial.Poderia ter tido outro rumo nossa história.
- Fatos relatados podem não ter acontecido, mas são relatos de antigos moradores da época.
- Esse pequeno relato, não tem a intenção de denegrir. Ou produzir fatos que não tenha acontecido na época, nem a intenção denegrir qualquer cidadão, ou autoridade da época. 
- Simplesmente para quem não conhece como foi o inicio de duas localidades, que hoje podia ser um pólo industrial que ajudaria muito o interior do estado do Rio de Janeiro.
Relatos de antigos moradores que sobreviveram na quela época.
Gostaria de ajudar a pesquisa clique aqui

0 comentários:

Postar um comentário

OBRIGADO PELA PARTICIPAÇÃO!

My Instagram